Filme seu curso

Filmar não precisa ser um fardo! Leia mais para saber as nossas dicas para qualquer formato de vídeo, bem como capturar áudio e B-roll de alta qualidade.

Neste artigo:

Dicas gerais de filmagem

Aqui estão algumas dicas gerais que você deve considerar enquanto filma seu curso.

  • Prepare-se para fazer várias tomadas. Para fins de edição, seria ideal filmar uma aula mais de uma vez, se puder, para que tenha mais material com que trabalhar. Considere usar uma claquete analógica ou uma digital (com sinalização visual e audível) toda vez que começar a gravar um novo trecho, incluindo os números das aulas e das tomadas. Com isso, será bem mais fácil organizar suas filmagens e várias tomadas no momento da pós-produção.
  • Filme seu curso em segmentos curtos, igual à descrição do curso. Para fazer vídeos de plano americano, pode ser mais conveniente gravar uma tomada e assisti-la anotando o que você precisa melhorar.
  • Filme seu vídeo de introdução por último. Como seu vídeo de introdução é o que os estudantes vão ver primeiro, sua apresentação nele deve ser a mais refinada. Ao filmar sua introdução após todas as aulas, você terá a oportunidade de reformular seu curso, se fez algumas mudanças nesse ínterim. Como alternativa, comece gravando o conteúdo com o qual se sente mais empolgado ou o que seja mais fácil de ajudar você a se soltar na câmera.

Como gravar áudio

Para qualquer formato de vídeo — plano americano, demonstração prática, screencast ou apresentação de slides — recomendamos gravar o áudio separadamente usando um microfone externo de alta qualidade, como o de lapela, para reduzir os ruídos de fundo e os chiados em geral. Consulte nosso artigo Como selecionar o equipamento certo para recomendações específicas.

Ao gravar o áudio, lembre-se das seguintes dicas:

  • Mantenha o microfone cerca de 15 a 30 cm de distância da sua boca, e aponte-o para a sua boca um pouquinho para cima ou para baixo. Se estiver usando um microfone de lapela, certifique-se de que ele não esteja enroscando no seu cabelo, roupas ou joias.
  • Reduza a reflexão de áudio gravando-se em um espaço menor para que a acústica seja melhor. Você pode gravar suas narrações em um armário ou cobrir superfícies duras e refletivas, como mesas com cobertores.
  • Se puder, ajuste o nível de ganho ou gravação do seu microfone para cerca de 75% de entrada para evitar distorção.
  • Sempre faça um teste antes de gravar qualquer coisa para garantir que o microfone esteja bem posicionado. Reproduza-o, de preferência com fones de ouvido, e ouça qualquer zumbido, chiado ou ruído baixo.
  • Escolha um único local e configuração de áudio para todos os seus vídeos para garantir a consistência do áudio.

Gravação de plano americano ou demonstrações práticas

Além de uma boa iluminação, um fundo com decoração apropriada, e áudio nítido e consistente, recomendamos o seguinte para seus vídeos de plano americano e demonstrações práticas:

  • Considere seu enquadramento na cena. Recomendamos que você levante sua câmera até a altura dos olhos e posicione-a de 1 a 1,3 metros de distância.
  • Inclua suas mãos na cena — isso realmente ajuda no engajamento dos estudantes.
  • Se você pretende usar uma câmera por cima para mostrar uma demonstração prática, consulte as dicas neste artigo: Como improvisar uma filmagem de cima para baixo com o que você tem. Se possível, recomendamos filmar sua tomada de cima para baixo em formato 4k, pois isso reduz bastante a chance de pixelização ao ampliar e reenquadrar no momento da edição.
Para conseguir um visual realmente cinematográfico, recomendamos adicionar um pouco de profundidade de campo! Criar uma separação entre o assunto (seu foco) e o fundo é uma excelente maneira de criar uma filmagem atraente. Se você já estiver trabalhando com uma câmera DSLR, pode tentar usar lentes de 50 mm ou a “cinquentinha” para não distorcer sua imagem. Aplicativos de vídeo para smartphones, como o FocosLive, também podem proporcionar um efeito semelhante. Ou você pode improvisar um pouco com objetos cênicos — veja abaixo, por exemplo!
Vieira-set-depth-of-field.jpg
A Top Teacher Agatha Vieira usa um truque visual simples no curso dela, Retratos digitais com uma paleta de cores limitada no Procreate. Ao colocar vários objetos no primeiro plano, plano médio e plano de fundo, ela cria uma sensação de profundidade dentro do quadro.

Gravação de screencasts e apresentações de slide

  • Altere a resolução de tela para 1920x1080 para ter um vídeo de melhor qualidade. Verifique se seu software de screencast também está capturando sua tela com a mesma resolução.
  • Instale o software com antecedência e faça alguns testes antes do dia da filmagem.
  • Faça um teste para garantir uma boa captura de áudio no screencast. Outra alternativa é deixar um plano de narração pronto para narrar seus vídeos na edição.
  • Ao gravar sua tela, certifique-se de que a janela que pretende compartilhar seja a única coisa a ser exibida. Organize sua mesa, e feche todas as janelas ou guias que você não está usando.
  • Use o mouse para destacar de vez em quando quaisquer detalhes específicos na tela em que está trabalhando. Alguns softwares de screencast têm ferramentas integradas que reconhecem ou anotam toques de teclas, e cliques de mouse durante o screencast — isso pode ser útil para mostrar aos estudantes seu fluxo de trabalho no computador.

Captação de B-roll e cenas de bastidores

B-roll é a filmagem complementar ou secundária que você pode intercalar na sua filmagem principal (seu A-roll). Porém, o B-roll não é simplesmente sua filmagem “adicional” — o B-roll pode ser usado propositalmente para adicionar detalhes e textura às suas videoaulas.

Planos abertos são uma ótima maneira de preparar o cenário para o seu curso e convidar os estudantes a conhecer seu espaço criativo. Você pode experimentar filmar planos abertos em diferentes ângulos para conseguir um visual mais dinâmico.

Planos médios priorizam uma parte do seu plano aberto mostrando-o com mais detalhes. É exatamente o que seus planos americanos fazem: eles chamam a atenção para você na cena. Para fazer o B-roll, considere capturar planos médios com o foco em você fazendo um processo relevante para o tema do seu curso: digitando no computador, fazendo um brainstorming de uma ideia, esboçando um mapa mental ou pintando uma imagem.

Close-ups adicionam mais detalhes e energia aos seus vídeos. Algumas opções podem ser: mergulhar um pincel na tinta, clicar em uma tecla ou dar zoom em uma reação facial boba. Tudo isso dá mais textura e vida aos seus vídeos!

Atkinson-B-roll-1.png
Atkinson-B-roll-2.png
O B-roll pode ser a estrela do vídeo de introdução do Top Teacher Aram Atkinson neste curso Bloqueio do escritor: um guia prático para vencê-lo. O B-roll cinematográfico e melancólico do Aram, retratando-o com dificuldades para escrever, mostra a proposta de valor deste curso e faz com que os estudantes se identifiquem com o problema que ele tenta resolver.
As possibilidades do B-roll são infinitas. Mas você não precisa contar apenas com as demonstrações práticas — talvez tenha que forjar algumas tomadas para obter as imagens de que precisa. Pense em quais atividades são aplicáveis ao tema do seu curso e mostre-as na câmera, filmando várias tomadas de diferentes ângulos e intervalos. Por exemplo, em um curso sobre produtividade, você pode optar por se filmar rolando a tela de um celular, escrevendo ou rabiscando em uma mesa, lendo um livro ou trabalhando em um computador.